sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Rosas, Rosas, Rosas!

Por Lila

Comecei a plantar rosas há muitos anos atrás como um resgate da minha infância. Quando eu era pequena, minha família e eu, de vez em quando, fazíamos um picnic na Roselândia em Cotia... 
Era uma viagem, mas meu pai agradaria minha mãe que depois de uma semana inteira de trabalho, teria um dia de descanso no meio de rosas perfumadas e coloridas como ela gostava... Eu achava muito divertido brincar no meio dos roseirais... Era sempre muito bom.




As primeiras mudas de roseiras da Fazenda Lila vieram do Clube Inglês de São Paulo. Elas foram doadas pelo jardineiro que me via todos os dias com as minhas filhas Marcella e Manuella quando elas eram bebês, nos jardins de rosas de lá. O clube era o nosso jardim... Era lá, no meio das rosas, que as meninas passeavam  no carrinho de bebê (elas tem um ano e quatro meses de diferença e em alguns momentos elas pareciam gêmeas) e depois mais tarde,  corriam nos jardins, isso durante a semana,  nos finais de semana, eram as rosas daqui da fazenda que elas sentiam o perfume...
Oito anos mais tarde, comecei a cultivar mais rosas e seriamente, com as famosas mudas da Roselândia. Da. Ermínia me atendia e o Sr. Arno, o proprietário, filho do fundador da Roselândia, me indicava as rosas mais perfumadas e perfeitas pra nossa altitude. 


Fui muitas vezes a Cotia pessoalmente, retirar as mudas para trazer para a fazenda, no tempo em que as meninas, Marcella e Manuella estudavam na Escola Waldorf na Raposo Tavares... Valeu a pena o grande esforço!
Formei três roseirais aonde hoje colho rosas lindas e perfumadas todos os dias para o pooja das minhas Deidades. É com um prazer enorme que eu ofereço flores frescas e perfumadas, com gratidão, para Deus. 
Dizem que a rosa é a rainha das flores... Elas são mesmo! Elas são lindas e perfumadas mas como toda rainha, ela requer atenção especial... Na verdade elas não dão trabalho, elas precisam  é de muito carinho...
Eu sempre gostei de jardinagem desde jovem, aprendi muito com a minha mãe e digo que não é tão difícil não!As etapas pra você se aventurar e poder desfrutar dessa maravilha que são 
as rosas vão aqui, depois de muitas tentativas e erros e algumas mudas perdidas... normal...


Primeiro, escolha um lugar ensolarado para elas, o ideal é sol o dia todo mas se não for possível escolha um lugar com no mínimo 6 horas de sol por dia, de preferência o sol da manhã...
Prepare a terra para receber as mudas com antecedência... Eu gosto de preparar a terra no mínimo uma semana antes de plantar mas se elas chegarem antes disso, não tem problema, plante logo que elas chegarem!
Siga essas dicas... Começando pelas covas...

. Cavoque bem a terra para fazer uma cova de 40 cm de largura por 40 cm de profundidade.
.Misture a terra fofa com 2 kg de esterco SECO de gado com 3 kg de hummus de minhoca.
.Molhe  e deixe descansar essa terra até as mudas chegarem! Se o tempo estiver quente e sem chuva, molhe as covas, todos os dias senão as minhoquinhas bebês do hummus, morrem de sede...
As dicas que vou dar agora foram me passadas pelo Sr Arno, o proprietário da Roselândia...
Na hora de plantar, retire as mudas da embalagem e todo o invólucro que protege as raízes. Mergulhe em água por 3 minutos. Observe bem a muda e tente localizar o ponto do enxerto. Ele deve ficar FORA da terra 01 cm!
Abra a cova novamente com 30 cm de profundidade. Coloque a muda na cova e vá enchendo com terra aos poucos, calcando-a levemente em torno da raiz.
Regue bem.
Nesses meses muito quentes, proteja as mudas recém plantadas, durante os primeiros 15 a 20 dias com ramos de folhagem. Regue-as diariamente, de preferência a tarde, até o início da floração. Depois só nos dias quentes, ela precisa de água. 
Roseira não gosta muito de água, é verdade mas não deixe a terra esturricar. Mantenha a terra do canteiro sempre fofa e sem mato. Se tiver disponível grama seca cortada, faça uma cobertura do solo com ela. 
A poda anual deve ser feita nos meses de junho, julho ou agosto.
Deixe sempre as roseiras sem flores murchas, ou secas. Corte sempre abaixo da terceira ou quarta folha, com essa poda de limpeza as roseiras darão mais flores!
Para colher as rosas, nas mudas novas as hastes devem ser cortadas bem curtas, depois de adultas, você pode cortar até 2/3 do comprimento do galho.


Aqui na Fazenda Lila, eu sempre faço a poda anual, em agosto. Eu adubo logo após a poda mas por sermos 100% orgânicos eu também adubo em todas as  luas novas... Sempre dou uma "forcinha" com o composto orgânico misturado com o hummus de minhoca daqui da Fazenda Lila mais a  torta de mamona e um pouco de calcário comum. É um coquetel que elas tomam para estarem sempre fortes e felizes.
Outra dica dos ingleses que adoram rosas é colocar uma casca de banana em cada roseira, sempre faço isso com as bananas que comemos diariamente no café da manhã! Lá tem muitos nutrientes que elas precisam!
O resto é o bom senso que vai ajudar... 
Fique de olho nas indesejáveis formigas e nas pragas principalmente depois das chuvas... Eu uso leite com um pouco de água para o mofo, mas o mais importante é elas estarem sempre fortes para prevenirmos as doenças...
Entre neste universo de cores e perfumes... Eu adoro!

Krishna Lila











Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...